Leia atentamente e me confirme no final desse texto se isso não faz parte do seu dia

Você se levanta, escova os dentes, toma café, ou não. Então lê um trecho da bíblia de forma mecânica e automática. Você parte em sua jornada monótona para trabalhar ou estudar. E no fim do dia resolve passar em uma lanchonete e comprar um salgado, um salgado delicioso que te faz chegar em casa e contar sobre ele para alguém. Você está encantado com o sabor daquilo, e logo o encanto se passa. Você faz uma oração sem ao menos perceber que palavras está sussurrando para Deus e seu dia termina com as preocupações repousando no travesseiro.

E se eu te disser que Deus estava contigo durante todo esse dia comum? Parece aceitável, tendo em vista a onipresença de Deus. Mas e se eu te disser, também, que o momento mais próximo que você teve de se alegrar em Deus foi comendo um salgado?

 O momento mais próximo que você teve de se alegrar em Deus foi comendo um salgado?
O momento mais próximo que você teve de se alegrar em Deus foi comendo um salgado?

Achou estranho?

Você pode argumentar que é estranho eu afirmar isso. Comer um salgado está mais próximo de se alegrar em Deus do que ler a bíblia ou orar? Não foi bem isso que eu quis dizer. Ler a bíblia e orar são coisas fundamentais para um cristão, e nenhum alimento substitui elas. Eu quis dizer no primeiro parágrafo que muitas vezes a gente faz essas coisas de uma forma qualquer, e não nos alegramos em Deus naquilo.

Porém, quando eu afirmei que comer um salgado ou qualquer outra coisa pode ter sido o mais próximo de se alegrar em Deus que você tenha tido no seu dia, eu estou falando realmente de se alegrar em Deus, e que Deus é glorificado nesse pequeno momento, tanto que você pode se alegrar ao aproveitar tais detalhes da vida.

Muitas pessoas tendem a ser monásticas, ao ponto de acharem que a alegria em Deus está somente no ambiente litúrgico, ou que os sorrisos sinceros em Cristo só podem surgir em vigílias ou momentos de oração e leitura extrema da Palavra. Mas isso é bem errado, podemos sim nos alegrar e glorificar a Deus nos relacionando e aproveitando as coisas boas da vida, as comidas boas não estão somente na cantina da igreja.

Às vezes nosso dia é um caos, e quando chegamos em casa estamos super cansados e mal conseguimos ter paciência para uma oração ou para uma leitura da bíblia. Isso acontece muitas vezes por não conseguirmos ver Deus durante um dia terrível.

 Às vezes nosso dia é um caos
Às vezes nosso dia é um caos

Então o que fazer?

Temos duas opções para dias ruins, a primeira delas é buscarmos encontrar algo bom que consiga salvar o dia, e ao encontrar algo assim você pode se alegrar em Deus através dessa coisa e logo terá um ânimo maior em se alegrar em outras coisas, como a leitura da bíblia e a oração. A outra opção convêm quando você realmente não encontra nada que salve o dia, nada que te alegre. Quando tal coisa ocorrer saiba que Cristo ainda está lá, que existe consolo vindo do Senhor para nossos momentos de tristeza. Não é só porque devemos nos alegrar em Deus através das coisas da terra, que não podemos também chorar.

A vida está aí, na nossa frente, e devemos perceber que o melhor dela é Cristo. Através de Cristo posso me alegrar em comer, em beber, em fazer diversas coisas na terra, e isso é algo que glorifica a Ele, e Ele quer que nos alegremos em tais coisas. Se alegre em Deus nos pequenos detalhes da vida, em coisas que mal notamos, em bons sabores que ficam na nossa boca, e em belas canções que ficam na mente. Deus é glorificado desde o culto do domingo até o cheiro do alho que fica nos dedos.